Cidades de Papel - John Green

sábado, julho 11, 2015


Editora: Intrínseca   Páginas: 366

Confesso que depois que li uma resenha negativa sobre o livro, fiquei um pouco receoso para ler. Mas graças a Deus, a leitura fluiu muito bem e me identifiquei bastante com a história.

Margo Roth Spiegelman era uma garota comum. Aos nove anos depois de encontrar um cara morto na praça do bairro, com seu amigo Quentin, Margo muda, e sua amizade com Q (apelido do personagem principal Quentin) acaba desvanecendo aos poucos.


Anos depois, quando já estavam no último ano do colegial, Quentin Jacobsen um garoto nerd e nada popular e Margo super popular e desejada por todos, inclusive Q. No dia 5 de maio, Margo do nada aparece na janela do quarto de Q e o chama para ajudá-la em umas coisas. Tais coisas, são nada mais que travessuras para seu ex-namorado e suas ex-amigas.

Depois de fazer essa travessura, no dia seguinte Q espera chegar no colégio e se encontrar com Margo, pois depois da noite anterior, achou que isso faria com que a amizade deles voltassem. Mas Margo não foi para o colégio nesse dia. Nem no dia seguinte. Nem no dia depois do dia seguinte. Margo é reconhecida por seus desaparecimentos, sempre antes de fugir, ela planta pistas para que a achassem. Essas pistas eram geralmente para seus pais, mas dessa vez, Q teve certeza de que ela deixara as pistas para ele.

E com vários dias tentando entender as pistas, com as esperança indo e voltando, Q fica determinado à achar Margo e conta com a ajuda de seus dois melhores amigos Ben e Radar para isso. Q acaba percebendo que conhecia uma Margo diferente e agora estava em busca de outra Margo.

Achei a leitura bem rápida e apesar de conter alguns palavrões, a leitura é super leve. Ao final do livro, pude entender os personagens, de início achei a atitude de Q um pouco egoísta. Sei que ele queria ajudar uma pessoa, mas isso estava deixando ele distante dos amigos e ele esperava encontrar a Margo, voltar com ela para casa e viverem felizes para sempre. Mas por fim, ele foi aprendendo sobre as escolhas. Fiquei apaixonado pela Margo, mesmo ela deixando todos os seus amigos e parentes super preocupados. Um livro em que você faz parte da história e entra em uma aventura junto com Q, Radar, Ben e Lacey (amiga da Margo).

Assim como em A Culpa é das Estrelas, o livro traz um mensagem através da leitura. Em vários momentos fui colocando post-it para marcar uma citação. Me identifiquei bastante com o livro e pude aproveitar bastante da leitura. Vemos aquele caso que acontece com quase todo mundo, de você estar sempre disposto a ajudar alguém mas sem saber se essa pessoa faria o mesmo por você.




A diagramação, por mais simples que esteja, achei muito bonita. Dividido em três partes. Super combinou com o ar de mistério/investigação. O livro é narrado pelo personagem principal Quentin.

Sobre o filme:
Adorei o filme, apesar de ter algumas cenas diferentes. Como sempre. Mas essas mudanças, segundo o próprio autor, seriam benéficas e isso não me incomodou muito.

A respeito dos atores, não poderiam ter escolhido melhores. Teve um personagem específico no filme, que quem atuou foi uma pessoa (que não posso falar quem) que me fez querer gritar no cinema HEHE. O filme conseguiu passar a mensagem principal para quem assistiu, mesmo sem ter lido ao livro antes.

O único lado negativo, do meu ponto de vista, foi que ficou difícil compreender e conhecer mais Margo (interpretada por Cara Delevingne), mesmo tudo sendo em torno dela. No livro me senti mais próximo dela, já no filme não senti isso. Mesmo com esse lado negativo quase insignificante, adorei o filme e já tenho programação para assistir novamente.

Espero que tenham gostado e até mais ;)

Leia também

2 Comentários

  1. Eu nunca fui de ler muito, mas depois de "A culpa é das estrelas" sei que os livros do John Green realmente valem muito a pena. Espero ler esse livro em breve!! <3
    http://missjesie.blogspot.jp/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super indico esse livro. Você se envolve na história assim como em A Culpa é das Estrelas.
      Até mais :*

      Excluir