Branca como o Leite, Vermelha como o Sangue - Alessandro D'Avenia

quinta-feira, maio 21, 2015


Editora: Bertrand Brasil   Páginas: 368


O que falar desse livro que tenho desde novembro de 2013 ,mas só li agora, e já considero pacas?

Sempre que eu pensava em algo diferente, em questão de leitura e gênero literário, eu imaginava um romance, mas que também usassem as cores que existem e as associassem à sentimentos, eu até pensei em escrever alguma história assim para mim. Mas eu li esse livro, e foi tudo que eu queria em uma só historia.

A história é contada por Leo, um jovem comum que é apaixonado por uma garota chamada Beatriz. Leo odeia a cor branca, para ele, essa cor quer dizer vazio, silêncio, solidão, o tudo que o faz se sentir mal. Sempre que ele se perde em pensamentos brancos, ele ouve uma música e se sente bem melhor.


Beatriz é uma estudante com os cabelos vermelhos, Leo nunca falou com ela antes, mas quer que ela perceba que é a alma gêmea dele. Para Leo, o vermelho é paixão. Leo tem dois melhores amigos, Silvia e Niko. Silva é o anjo dele, pois sempre que ele precisa de algo, ela já sabe o que fazer e dizer sem mesmo perguntar o que ele tem. Já Niko, é seu amigo que está sempre junto apostando corrida, comendo porcarias e jogando futebol. Em um dia normal de aula, aparece um professor substituto, e começa a falar sobre sonhos. Desde então, Leo fica se perguntando qual o sonho dele, e chega na conclusão que o sonho dele é qualquer coisa desde que esteja com Beatriz.

Silvia, um dia, diz para o Leo que Beatriz está no hospital, e com uma doença bem séria.

Com essa notícia, Leo fica atordoado, sem saber o que fazer. Julgando Deus por tirar o sonho dele tão depressa, sem ao menos ter falado com ela. Muito mal e muito abatido, o professor substituo (que Leo apelidou como Sonhador) o ajuda, começa a dizer que Deus põe dificuldades no caminho dos sonhos, e que se ele quisesse ela, corresse atrás. E é o que ele faz!

Quase todos os dias, Leo ia visitar Beatriz, ajudava ela em algumas coisas, ensinava ela a tocar violão (que era um dos sonhos dela), e começam a criar uma relação bem próxima. Mas como todo livro, chega a parte em que o autor machuca o coração do leitor.

Com essa frase na parte de trás do livro: "Nasci no primeiro dia de aula, cresci e envelheci em apenas duzentos dias." Podemos ver o quanto Leo mudou desde o primeiro capítulo até você fechar o livro. E é incrível perceber que você acompanhou tudo isso. Pois pela história não só o Leo mudou, mas quem leu vai mudar também.



Gostei bastante da história, foi um dos livros que surpreendeu minhas expectativas. O autor é italiano, então havia varias referências da Itália, palavas/canções italianas e amei o livro por isso. Como o livro é narrado por Leo ,em primeira pessoa, vemos tudo pelo ponto de vista dele. Achei o livro um pouco rápido demais. Você conseguiria terminar todo o livro em apenas dois dias, pois a fonte e o espaçamento estão ótimo, e cada capítulo é bem curto.

Posso dizer que o livro está na lista dos meus preferidos, pois além de: ter surpreendido minhas expectativas, falar sobre cores e ser italiano, os personagens também ajudaram muito. Você consegue sentir afeto por todos.

Não sei se consegui realmente expressar o que eu senti, pois foi uma leitura tão gostosa e tão acolhedora, que não consigo pôr em palavras. O autor conseguiu fazer do leitor um personagem. Terminei o livro com um aperto forte no coração.

Sobre o filme:
Sim, existe um filme baseado no livro, e eu não sabia. Quando vi que tinha, fui pesquisar em todo canto e depois que minhas esperanças estavam acabando eu encontrei!

O filme está fiel ao livro em algumas partes, como sempre, nem estavam no livro. No filme não vemos só do ponto de vista de Leo, mas o de sua amiga Silvia também.

Tanto no livro quanto no filme eu chorei, pois além de você se apegar aos personagens, você se sente dentro da história. Já vi muitas pessoas comparar esse livro ao livro A Culpa é das Estrelas, Mas acho que, por mais que eles tenham o mesmo gênero (sick-lit), são completamente diferentes.


Gostei muito mesmo desse livro, e estou recomendando para todos os meus amigos. E espero que com essa resenha você tenha vontade de ler também :D
Até mais!

P.S: Desculpem se a resenha não ficou boa, mas quando se trata de escrever sentimentos, é bem difícil.

Leia também

6 Comentários

  1. Que livro lindo, quero ler <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por favor leia <3 Quero que o mundo inteiro leia <333

      Excluir
  2. Amei seu blog Afrânio <3 Já foi adicionado na minha lista de leitura do blog, além de ter ganho uma seguidora no Insta e no Youtube haha!
    Um beijo do Japão ^^
    http://missjesie.blogspot.jp/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yaay hehe. Espero que você goste do livro assim como eu gostei.
      Muito obigadooo <33
      Beijos :**

      Excluir
  3. Adorei a história desse livro :OOOOO
    Coloquei na lista :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Angela, tu tem que leeeeeeeer. Melhor livro <333
      Bjos :*

      Excluir