RESENHA: O Pequeno Príncipe

sexta-feira, outubro 26, 2012

 Em dois dias li o livro O Pequeno Príncipe, e nunca li livro tão perfeito como ele, vou tentar resenhar aqui, e se gostarem não esqueçam de comentar!




Título: O Pequeno Príncipe
Autor: Antoine De Saint-Exupéry 
Páginas: 96
Editora: Agir
Sinopse: Livro de criança? Com certeza!
Livro de adulto também, pois todo homem traz dentro de si o menino que foi.O pequeno Príncipe devolve a cada um o mistério da infância.De repente retorna os sonhos. Reaparece a lembrança de questionamentos, desvelam-se incoerências acomodadas, quase já imperceptíveis na pressa do dia-a-dia. Voltam ao coração escondidas recordações. O reencontro,o homem-menino.






Resenha:
A historia do livro se inicia com um narrador dizendo o quanto os adultos são "horríveis" (e é verdade), o foco principal é em um menino, o pequeno príncipe, cujo o mesmo mora em um planeta, e um dia, um o narrador personagem chega a conhece-lo no deserto do Saara. Dai acontece varias coisas, e o pequeno príncipe sai de planeta em planeta, encontra com um rei, um palhaço, um acendedor de lampião, um bêbado, e um executivo e um velho que escrevia livros enormes.  Ele conhece uma raposa a qual ele a cativa, e preocupado com sua flor em seu planeta que esta sob a redoma, sente uma grande falta, e um dia quando ele estava em um muro uma cobra lhe disse que poderia fazê-lo voltar a seu planeta. 
O final do livro é muito triste, porém a historia é linda em si. O final fica ao critério do leitor. O meu livro infelizmente é uma edição diferente, e não tem a minha frase preferida que é:

“É loucura odiar todas as rosas porque uma te espetou. Entregar todos os teus sonhos porque um deles não se realizou, perder a fé em todas as orações porque em uma não foi atendido, desistir de todos os esforços porque um deles fracassou. É loucura condenar todas as amizades porque uma te traiu, descrer de todo amor porque um deles te foi infiel. É loucura jogar fora todas as chances de ser feliz porque uma tentativa não deu certo. Espero que na tua caminhada não cometas estas loucuras. Lembrando que sempre há uma outra chance, uma outra amizade, um outro amor, uma nova força. Para todo fim, um recomeço.”

Mas valeu muito apena, recomendo...

Leia também

0 Comentários